Menu Lateral
 
Tiradentes, 16 de Dezembro de 2017 :: 69 visitantes online.

Apresentação Circense – Espetáculo Sobrevoltas

Publicado em 20/04/2017 09:04:13


 

 

No dia 23 de abril, às 16h, a SPASSO Escola de Circo, em Tiradentes (MG), recebe Sobrevoltas, contemplado pelo Rumos Itaú Cultural (2015-2016) – um dos principais programas de fomento à cultura do país. O espetáculo é o primeiro criado a partir do encontro de quatro artistas, Jan Leca, Giulia Destro, Renato Mescoki – integrantes do coletivo Circo Enxame – e Rubens de Oliveira, percussionista. Assina a direção Rodrigo Matheus, da Cia. Circo Mínimo.

 

Sobrevoltas nasceu da vontade dos três circenses brasileiros, recém-formados em escolas superiores de circo na Europa e Canadá, de criar, experimentar e dividir experiências em seu país. É um espetáculo metalinguístico, pois o circo fala sobre si mesmo. Desta forma, os artistas se inspiram em suas trajetórias de formação e no sentido do que é o próprio circo hoje.

 

Dividem com o público seus anseios, questionamentos e satisfações enquanto artistas: múltiplos, diversos, antagônicos e erráticos. Abordam diversas estéticas do circo, questionando tudo que o constitui. Corda bamba, malabarismo, corda lisa, acrobacia e música ao vivo são técnicas utilizadas para apresentar um circo que está vivo, que brilha, que pensa, que está em dúvida, que é aberto para o mundo, para sua história e para o agora. Um circo que se põe à prova e que se descobre.

 

A metalinguagem é explicitada, no espetáculo, na alusão ao caráter repetitivo dos treinos diários, se aproveitando do que o público espera de uma apresentação de circo ou mesmo brincando com a imagem heroica e espetacular dos seus acrobatas, humanizando-os e aproximando-os do espectador. Nós não queremos definir, queremos aceitar e usufruir desse terreno flutuante onde mora o novo”, conta Jan Leca. “Acreditamos que uma das maiores características do circo brasileiro é sua capacidade de adaptação e isso foi o que o manteve vivo.”

 

Circo Mínimo, em parceria com o Circo Enxame, divide com o público seus anseios, questionamentos e satisfações em espetáculo de circo

 

Selecionado pelo Rumos Itaú Cultural, programa de fomento à cultura do instituto, Sobrevoltas é um espetáculo metalinguístico, no qual o circo fala sobre si mesmo, é apresentado dentro

de escolas de circo profissionalizantes do país e é inspirado nas trajetórias de formação

dos artistas que o apresentam e no circo da atualidade; o projeto já passou por Londrina (PR), Florianópolis (SC) e Recife (PE).

 

Jan Leca

Iniciou seu percurso no circo em São Paulo, onde estudou por dois anos no CEFAC – Centro de Formação Profissional em Artes Circenses, entre 2009 e 2011. Lá, se aprofundou em malabarismo, acrobacia de solo e corda bamba, disciplina a qual decidiu dar continuidade como sua especialidade. Em 2011 partiu para a Europa e foi aceito na ESAC – École Supérieur des Arts du Cirque, em Bruxelas, onde prosseguiu com seus estudos de corda bamba, se desenvolvendo tecnicamente e artisticamente. Se formou em 2014 e se apresentou em diversos festivais europeus. Em 2015 voltou a São Paulo onde desenvolve trabalhos, até hoje, com o Circo Mínimo, Cia. Suno, Circo Amarillo, Núcleo Ximbra, além de ser integrante do coletivo Circo Enxame.

 

Giulia Tateishi

A música, dança e teatro sempre fizeram parte de sua formação. Cursou o CEFAC- Centro de Formação Profissional em Artes Circenses (2007-2009), e possui formação superior na École Nationale de Cirque de Montréal (2010-2013), na qual se especializou em trapézio em balanço duo e corda lisa. Já participou de diversas criações de espetáculos em São Paulo, como Oceano, da cia. Circo Roda Brasil, em 2008. Em Montreal apresentou-se diversas vezes na Tohu, organização sem fins lucrativos, fundada pela En Piste – a Escola Nacional de Circo e Cirque du Soleil, para disseminar as artes do circo. Com seu número de corda lisa já se apresentou em festivais no Brasil e na Europa. Atualmente, mora em São Paulo e faz parte do coletivo Circo Enxame.

 

Renato Mescoki

Formado pelas escolas CEFAC – Centro de Formação Profissional em Artes Circenses, em São Paulo, e ESAC – École Supérieur des Arts du Cirque, em Bruxelas, é malabarista profissional desde 2008. Atuou como palhaço de hospital no grupo Dispostos a Alegrar e integrou o elenco de cinco montagens circenses. Seus números já foram parte do programa de circos e cabarés no Brasil, França, Holanda e Bélgica. Mora em São Paulo e faz parte do coletivo Circo Enxame e Cia. do Liquidificador.

 

Rubens de Oliveira

Bacharel em instrumento pela Universidade de São Paulo e mestre em música pela Universidade Federal de Minas Gerais. É timpanista e chefe do naipe de percussão da Orquestra do Theatro São Pedro. Sua discografia conta com nove CDs, entre eles Pé com Pé, do grupo Palavra Cantada, e Vira Lata na Via Láctea, do cantor e compositor Tom Zé. Atuou como performer de música contemporânea erudita e popular no Brasil, Argentina, Finlândia, Portugal, Alemanha, Estados Unidos e Inglaterra.

 

Rodrigo Matheus

Fundador e diretor artístico do Circo Mínimo. Formado em Artes Circenses pelo Circo Escola Picadeiro, de São Paulo, e Fool Time Circus Arts, da Inglaterra. Iniciou sua carreira teatral em 1978 e sua carreira circense em 1985. Foi um dos idealizadores, fundadores e diretores da Central do Circo e do CEFAC, Centro de Formação Profissional em Artes Circenses.

Com o espetáculo “CIRCO MÍNIMO“, de 1988, do qual foi autor, produtor e ator, começou sua pesquisa sobre a ligação entre o circo e o teatro, depois desenvolvida em espetáculos como Prometeu, Deadly, Gravidade Zero, Moby Dick, João e o Pé de Feijão. Com seus espetáculos viajou para Espanha, Inglaterra, Alemanha, Austrália, País de Gales, Ilha de Malta, México, Argentina, França, Bélgica, Escócia, Nova Zelândia e Colômbia. Desde 2000 dirige obras para o NICA – National Institute of Circus Arts, na Austrália, e o Circus Space, em Londres, Inglaterra. Suas direções incluem trabalhos para o Ballet da cidade de São Paulo, a Central do Circo, Escola Livre de Teatro, além dos grupos Trampulim (MG), Ponte Prá Lua (Campinas, SP), Solas de Vento (SP), Casa de Cultura Aruanã (SJRP) e CEFAC (SP). Foi professor convidado da Escola Livre de Teatro de Santo André e Escola Nacional de Circo, da Funarte, no Rio de Janeiro. Foi durante 2012 e 2013, assessor e consultor para circo no programa Fábricas de Cultura, da SEC-SP.

 

Rumos Itaú Cultural

O Itaú Cultural mantém o programa Rumos desde 1997. Este que é um dos primeiros editais públicos do Brasil para a produção e a difusão de trabalhos de artistas, produtores e pesquisadores brasileiros, já ultrapassou os 52 mil projetos inscritos vindos de todos os estados do país e do exterior. Destes, foram contempladas mais de 1,3 mil propostas nas cinco regiões brasileiras, que receberam o apoio do instituto para o desenvolvimento dos projetos selecionados nas mais diversas áreas de expressão ou de pesquisa.

 

Os trabalhos resultantes da seleção de todas as edições foram vistos por mais de 6 milhões de pessoas em todo o país. Além disso, mais de mil emissoras de rádio e televisão parceiras divulgaram os trabalhos selecionados. Na última edição (2015-2016), as propostas inscritas foram examinadas, em uma primeira fase seletiva, por uma comissão composta por 30 avaliadores contratados pelo instituto entre as mais diversas áreas de atuação e regiões do país. Em seguida, passaram por um profundo processo de avaliação e análise por uma Comissão de Seleção multidisciplinar, formada por 22 profissionais que se inter-relacionam com a cultura brasileira, incluindo gestores da própria instituição.

 

FICHA TÉCNICA

Criação e concepção : Giulia Tateishi, Jan Leca, Renato Mescoki, Rodrigo Matheus e Rubens de Oliveira
Direção: Rodrigo Matheus

Elenco: Giulia Tateishi, Jan Leca, Renato Mescoki e Rubens de Oliveira

Direção musical e composição de trilha: Rubens de Oliveira

Coreógrafo: Diogo Granato

Figurinista: Luciana Bueno

Criação e operação de luz: Gabriel Greghi

Técnico de som: Chiquinho Fernandes

 

SERVIÇO

Rumos Itaú Cultural 2015-2016

 

Sobrevoltas

Coletivo Circo Enxame

Dia 23 de abril

Às 16h

Duração: 60 minutos

150 lugares

Classificação indicativa: Livre

Local: SPASSO Escola de Circo

Endereço: Rua Bélica, 90 - Parque das Abelhas

Tiradentes (MG)

Entrada Gratuita

Fone: (31) 98765 9909

 

Assessoria de imprensa:

Conteúdo Comunicação

Fone: 11.5056-9800

Cristina R. Durán: cristina.duran@conteudonet.com

Karinna Cerullo: cacau.cerullo@conteudonet.com

Roberta Montanari: roberta.montanari@conteudonet.com

Amanda Viana: amanda.viana@conteudonet.com

No Itaú Cultural - Fone: 11.2168-1950

Larissa Correa: larissa.correa@mailer.com.br

Rumos Itaú Cultural – Fone: 11.2168-1906

Carina Bordalo: carina.bordalo@terceiros.itaucultural.org.br

www.conteudocomunicacao.com.br

www.twitter.com/agenciaconteudo

www.facebook.com/agenciaconteudo

http://camaratiradentes.mg.gov.br


Mais Notícias

(c) 2017 - Câmara Municipal de Tiradentes
Endereço: Rua da Câmara, nº 0 Cep: 36.325-000 - Cidade: Tiradentes / MG
Tel.: (32) 3355-1433 - Email: contato@camaratiradentes.mg.gov.br

Versão: 2017.10.30
Alternar para Versão Mobile
Desenvolvido por: